Orientada: Nadyne Talesca de Souza
Data de Conclusão: 06/2019
Categoria: Internet das Coisas (IoT)
Link: Repositório UFU

O termo internet das coisas ou “IoT” vem tomando frente cada vez mais no ramo da tecnologia e pesquisas. Hoje empresas de diversos setores investem em pesquisas na área de IoT para estarem mais preparadas para a chamada transformação digital.

A transformação digital traz com ela a chamada Indústria 4.0, ou seja, a integração de novas tecnologias como a internet das coisas, computação em nuvem, sistemas integrados, robôs, realidade aumentada, manufatura aditiva e a segurança de informação.

O desenvolvimento de novas tecnologias que englobam IoT, é um campo que está em desenvolvimento e com isso, a necessidade de criar aplicativos e sistemas que envolvam tais tecnologias vem chamando a atenção do mercado. Essa revolução será capaz de gerar impacto em diversas áreas da indústria, o setor de telecomunicações, eletrônica, medicina e até mesmo a agricultura.

Exemplo da Internet das Coisas (IoT) em nossas vidas.
Fonte: SENAI

Em relação à agricultura, área denominada de Agricultura 4.0, as tecnologias habilitadoras da indústria 4.0 são aplicadas no campo com o objetivo de melhorar a produção e a qualidade de vida. Dentre estas tecnologias, a Cloud Computing e a Internet das Coisas (IoT) são destaques e podem ser aplicadas ao sensoriamento da lavoura, na agricultura de precisão e no monitoramento de condições climáticas.

Alguns exemplos de empresas de Agricultura 4.0
Fonte: CBIsights

Há um interesse especial nas estações meteorológicas automáticas, compostas por sensores que são capazes de enviar as informações do clima para o fazendeiro, sem a necessidade do acompanhamento on-site, onde as informações coletadas sobre o clima podem auxiliar em decisões e planejamento da lavoura.

Exemplo de estação meteorológica.
Fonte: AGSOLVE

Neste trabalho é realizado um estudo sobre os principais conceitos da Agricultura 4.0 e estações meteorológicas, com uma atenção especial na Nuvem. É emulada a comunicação do sistema de sensoriamento de uma estação meteorológica e dados em nuvem, por meio da transmissão dos dados de um sensor de temperatura/pressão conectado ao Raspberry Pi com a plataforma Azure Cloud. Os dados são observados em tempo real com uso do Power BI para visualização dos dados.

Protótipo utilizado para estação meteorológica.

O objetivo do trabalho foi atingido ao concluir a comunicação entre o Sensor BME280, Raspberry Pi 3B+ e a Azure. Outro resultado interessante foi uma revisão atual sobre nuvem e IoT, possibilitando a instrução de mais alunos sobre o assunto.

Simulação para testes de comunicação com Azure.

Dentro das discussões realizadas neste trabalho, é visto que diversos tipos de ideias podem ser aproveitadas para aplicações futuras. É proposto como estudo futuro a criação de um protótipo de estação meteorológica com diversos tipos de sensores e envio dos dados de telemetria para a nuvem em tempo real.

Além disso seria possível também a criação de um aplicativo para monitoramento das estações juntamente com o Power BI e acompanhamento em tempo real dos dados de telemetria, uma vez que o Azure consegue fazer uma interface com uma API utilizando Android Studio ou iOS.

Outra ideia interessante seria o uso de outra plataforma de Cloud Computing para armazenamento dos dados e fazer o levantamento de uma pesquisa para analisar qual plataforma apresentou melhor desempenho e maior facilidade de implementação utilizando IoT.

O universo de aplicações que poderiam ser desenvolvidas com este trabalho é enorme, pois a plataforma do Azure e o universo da computação em nuvem possuem diversos outros serviços e recursos que podem ser melhor explorados.

Veja a Monografia Completa em: Repositório UFU